(Source: reflexes)


"Quais são as cores e as coisas pra te prender? Eu tive um sonho ruim e acordei chorando, por isso eu te liguei…"
                Sonhei com um dia de sol, eu acordando tarde, como sempre, desperdiçando grande parte da manhã. Eis um dos problemas de ser notívaga, ou ter insônia, que seja, as vezes a noite me parece muito mais agradável pra ser vivida do que o dia. 
                No meu sonho eu te esperava, como nos velhos tempos, sentada perto da janela, ansiosa, olhando a todo o momento, esperando ouvir o barulho das rodas do carro e sua voz forte chamando meu nome. Confesso que muitas vezes demorei pra abrir o portão só pra te ouvir chamando. 
                Eu abria a porta, você entrava, me abraçava forte, eu sentia teu cheiro, teu calor, em seguida o gosto dos teus labios molhados e tão macios. Sentada contigo no sofá eu te observava, imaginando o quanto eu era sortuda por te ter, por você ser só meu, por teus pensamentos serem meus, teu rosto ser meu, teu corpo, tudo… Meu. 
                Acordei na parte do sonho em que você foi embora. Tarde, como sempre, desperdiçando grande parte da manhã. Segui de pijama até a janela, olhei o dia lá fora, sentei perto da janela, esperei, esperei. 
                Até que me dei conta de que o sonho havia acabado e com lágrimas nos olhos concluí que você já não mais seria…
                […] Meu.

"Quais são as cores e as coisas pra te prender? Eu tive um sonho ruim e acordei chorando, por isso eu te liguei…"

                Sonhei com um dia de sol, eu acordando tarde, como sempre, desperdiçando grande parte da manhã. Eis um dos problemas de ser notívaga, ou ter insônia, que seja, as vezes a noite me parece muito mais agradável pra ser vivida do que o dia.

                No meu sonho eu te esperava, como nos velhos tempos, sentada perto da janela, ansiosa, olhando a todo o momento, esperando ouvir o barulho das rodas do carro e sua voz forte chamando meu nome. Confesso que muitas vezes demorei pra abrir o portão só pra te ouvir chamando.

                Eu abria a porta, você entrava, me abraçava forte, eu sentia teu cheiro, teu calor, em seguida o gosto dos teus labios molhados e tão macios. Sentada contigo no sofá eu te observava, imaginando o quanto eu era sortuda por te ter, por você ser só meu, por teus pensamentos serem meus, teu rosto ser meu, teu corpo, tudo… Meu.

                Acordei na parte do sonho em que você foi embora. Tarde, como sempre, desperdiçando grande parte da manhã. Segui de pijama até a janela, olhei o dia lá fora, sentei perto da janela, esperei, esperei.

                Até que me dei conta de que o sonho havia acabado e com lágrimas nos olhos concluí que você já não mais seria…

                […] Meu.


Acordei com o sol batendo no meu rosto, senti a maciez dos lençóis em minhas pernas, o gosto doce do teu beijo na boca e teu perfume gostoso no ar.
Ouvi os pássaros cantando, as árvores farfalhando, todos os sons misturando-se e compondo sinfonias ao nosso redor. Parecia-me a manhã mais bela de todas, acordar do teu lado fazia todas as manhãs – até mesmo as nubladas – parecerem as mais belas.
Tua voz rouca e suave sussurrava meu nome baixinho, dizendo pra eu acordar, dizendo que eu ia me atrasar. Não ligo, não dou a mínima pro atraso, só quero arrepiar com o toque dos teus lábios no meu pescoço, quero te sentir meu, quero me sentir tua… Só por mais uns momentos.
Só de te imaginar longe, indo embora, me tirando dos teus braços pra se despedir, mesmo que tu ainda estejas ao meu lado, me causa dor, dá um aperto, uma sensação tão ruim, um pavor tão grande… Eu quero chorar, gritar, arder.
Teus braços me aquecem, teus beijos me despertam e teu amor, ah… Teu amor é o melhor do mundo.
Amar-te me faz acreditar que anjos existem.

Acordei com o sol batendo no meu rosto, senti a maciez dos lençóis em minhas pernas, o gosto doce do teu beijo na boca e teu perfume gostoso no ar.

Ouvi os pássaros cantando, as árvores farfalhando, todos os sons misturando-se e compondo sinfonias ao nosso redor. Parecia-me a manhã mais bela de todas, acordar do teu lado fazia todas as manhãs – até mesmo as nubladas – parecerem as mais belas.

Tua voz rouca e suave sussurrava meu nome baixinho, dizendo pra eu acordar, dizendo que eu ia me atrasar. Não ligo, não dou a mínima pro atraso, só quero arrepiar com o toque dos teus lábios no meu pescoço, quero te sentir meu, quero me sentir tua… Só por mais uns momentos.

Só de te imaginar longe, indo embora, me tirando dos teus braços pra se despedir, mesmo que tu ainda estejas ao meu lado, me causa dor, dá um aperto, uma sensação tão ruim, um pavor tão grande… Eu quero chorar, gritar, arder.

Teus braços me aquecem, teus beijos me despertam e teu amor, ah… Teu amor é o melhor do mundo.

Amar-te me faz acreditar que anjos existem.

(Source: deposito-de-tirinhas)

Ilha não é só um pedaço de terra cercado por água por tudo quanto é lado. Ilha é qualquer coisa que se desprendeu de qualquer continente. Por exemplo: um garoto tímido abandonado pelos amigos no recreio, é uma ilha. Um velho que esperou a visita dos netos no Natal e não apareceu ninguém, é uma ilha. Até um cara assoviando leve, bem humorado, numa rua cheia de trânsito e stress, é uma ilha. Tudo na gente que não morreu, cercado por tudo o que mataram, é uma ilha. Toda ilha é verde. Uma folha caindo é ilha cercada de vento por tudo quanto é lado. Até a lágrima é ilha, deslizando no oceano da cara.

— Oswaldo Montenegro (via b-a-n-d-o-l-i-m)

(Source: momentos-so-meus)

(Source: idealizar)

- Alô?
- Ei, oi, olha só, to ligando só pra saber se tu estais livre pra uma dar uma volta, beber um pouco e falar sobre algumas coisas idiotas, é, como nos velhos tempos, sim.  Eu sei que é bem estranho eu ligar agora mas você sabe como eu sou, não me controlo, não me contenho, to precisando de uns abraços eu acho… Tu não achas que inverno é bom e ruim ao mesmo tempo? Eu acho, ele chega e enche nossos corações de solidão, saudade e arrependimentos… Sabes do que eu me arrependo? Eu me arrependo de não ter feito mais esforço pra você gostar de mim… Sim eu sei, eu disse que só queria a tua amizade, e foi uma idiotice, a gente podia ser amigos e namorados ao mesmo tempo, e podíamos dizer pra todos que eramos só amigos, só pra todo mundo dizer “Vocês deviam namorar!!!”, e nós iríamos nos olhar com cara de safados, nós podíamos continuar nos vendo, depois de um tempo podíamos até assumir um relacionamento, mas eu nem ligaria se demorasse, porque de qualquer forma eu ia estar com você. Eu ia ser seu ombro amigo quando você precisasse, ia ser sua companheira pra cerveja quando você quisesse, e ia ser sua quando você estivesse com vontade… bem, você sabe. Eu ia gostar de você de todas as formas e você também ia gostar de mim, nós veríamos filmes juntos no verão e no inverno, de dia ou noite, e iriamos pra praia só pra nos beijarmos ouvindo as ondas baterem. Você me contaria seus segredos e eu te contaria meus medos, você iria me contar o que deu errado com suas ex e dizer como eu sou diferente delas só pra me deixar sem ciúmes, eu ia dizer que você beija melhor que os meus ex só pra te deixar tranquilo. Você ainda iria me amar, e eu não iria te decepcionar como fiz… Eu já disse que tá frio? Eu to me sentindo tão… Alô? Você ainda tá aí né? Não desliga, por favor, me desculpa, eu sou uma idiota, não vou falar mais nada. Boa noite…
- Onde tu estais?
- Em casa… Pode ignorar o que eu falei, acho que tô meio bêb…
- Espero que você tenha pipoca, se você não tiver a gente passa no supermercado e compra… Eu aluguei uns filmes de terror antigos, sei que você adora, me espera, linda, chego aí em menos de 5 minutos. 

- Alô?

- Ei, oi, olha só, to ligando só pra saber se tu estais livre pra uma dar uma volta, beber um pouco e falar sobre algumas coisas idiotas, é, como nos velhos tempos, sim.  Eu sei que é bem estranho eu ligar agora mas você sabe como eu sou, não me controlo, não me contenho, to precisando de uns abraços eu acho… Tu não achas que inverno é bom e ruim ao mesmo tempo? Eu acho, ele chega e enche nossos corações de solidão, saudade e arrependimentos… Sabes do que eu me arrependo? Eu me arrependo de não ter feito mais esforço pra você gostar de mim… Sim eu sei, eu disse que só queria a tua amizade, e foi uma idiotice, a gente podia ser amigos e namorados ao mesmo tempo, e podíamos dizer pra todos que eramos só amigos, só pra todo mundo dizer “Vocês deviam namorar!!!”, e nós iríamos nos olhar com cara de safados, nós podíamos continuar nos vendo, depois de um tempo podíamos até assumir um relacionamento, mas eu nem ligaria se demorasse, porque de qualquer forma eu ia estar com você. Eu ia ser seu ombro amigo quando você precisasse, ia ser sua companheira pra cerveja quando você quisesse, e ia ser sua quando você estivesse com vontade… bem, você sabe. Eu ia gostar de você de todas as formas e você também ia gostar de mim, nós veríamos filmes juntos no verão e no inverno, de dia ou noite, e iriamos pra praia só pra nos beijarmos ouvindo as ondas baterem. Você me contaria seus segredos e eu te contaria meus medos, você iria me contar o que deu errado com suas ex e dizer como eu sou diferente delas só pra me deixar sem ciúmes, eu ia dizer que você beija melhor que os meus ex só pra te deixar tranquilo. Você ainda iria me amar, e eu não iria te decepcionar como fiz… Eu já disse que tá frio? Eu to me sentindo tão… Alô? Você ainda tá aí né? Não desliga, por favor, me desculpa, eu sou uma idiota, não vou falar mais nada. Boa noite…

- Onde tu estais?

- Em casa… Pode ignorar o que eu falei, acho que tô meio bêb…

- Espero que você tenha pipoca, se você não tiver a gente passa no supermercado e compra… Eu aluguei uns filmes de terror antigos, sei que você adora, me espera, linda, chego aí em menos de 5 minutos. 

(Source: jornascimentto)

1 2 3 4 5 »